sexta-feira, 14 de abril de 2017

Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar - Sarah MacLean

Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar - Sarah MacLean

Editora: Arqueiro
Ano da Edição: 2016
Páginas: 384
Título Original: Nine Rules to Break When Romancing a Rake

Sinopse
A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres. E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato. Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres. Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.



Resenha

Depois de finalmente ceder e ler a série dos irmãos Bridgertons, da Julia Quinn (você pode ler todas as resenhas da série aqui), fui picada pelo bichinho dos romances históricos e agora não sei mais parar! Sarah MacLean sabe bem como criar personagens apaixonantes e uma história envolvente e animada.

O nosso protagonista é Gabriel St. John, o Marquês Ralston, e é óbvio que ele é o maior libertino de Londres, conhecido pela sua beleza, seu charme e suas conquistas escandalosas. E é óbvio também que ele é maravilhosamente apaixonante e já tinha me conquistado nas primeiras 10 páginas do livro! Ele é um cafajeste assumido, que não quer saber de se apaixonar, pois em sua vida o amor só trouxe decepções.

Mas o destaque maior mesmo vai para Lady Calpúrnia Hartwell. Callie é iludida pelos livros românticos e espera um dia ser arrebatada pelo amor. Ela é uma moça que passou a vida inteira obedecendo às regras sociais sendo a perfeita dama. Callie somos todas nós, amantes de livros românticos que sonham acordadas com um homem lindo, maravilhoso que vire nossa vida de cabeça para baixo. Lady Calpúrnia sempre foi a perfeita dama recatada, mas nunca foi o centro das atenções da sociedade londrina e chegou aos 28 anos solteira. E agora, decide provar um pouco do que vida tem a oferecer e elabora uma lista de coisas que gostaria de fazer. Coisas essas que, para os homens, são simples e mundanas, mas para uma mulher do século XIX com uma reputação a cuidar, são aventuras a serem vividas.

A relação do casal começa com um acordo para que Callie ajude Juliana, a nova irmã de Ralston, a ficar pronta para sua apresentação à sociedade, em troca de um beijo, o primeiro item da sua lista. A partir daí, a atração que os dois sentem se torna cada vez mais forte e eles vão se aproximando e descobrindo algo além.

Não posso dizer que Gabriel St. John é um príncipe, longe disso! Ele é um cafajeste sedutor, presunçoso e arrogante, que em certos momentos age como tal, mas ele também é um irmão protetor, um homem de bom coração que se redime e é realmente apaixonante. Afinal, como a própria autora fala na carta ao leitor no final do livro (ao menos na versão em inglês, que foi a que li), nós temos um fraco por esses libertinos conquistadores, que sempre conseguem fazer nosso coração bater mais forte. A gente sempre quer resgatar o bad boy.

O livro é ótimo porque, ao contrário da maioria dos romances por aí, o enredo não foca apenas no romance do casal principal. Há várias coisas acontecendo e várias relações se formando que são tão importantes para o desenvolvimento da história quanto o tórrido (sim, tórrido e escandaloso!) romance com Ralston. Temos a história da nova meia-irmã dos St. John que surge logo no início da trama e pela qual os gêmeos St. John se tornam responsáveis e vão ter que desenvolver uma relação fraternal de confiança. E claro que o ponto forte da trama é a jornada pessoal de Callie, ao ousar e quebrar as regras para descobrir quem ela verdadeiramente é ao se livrar das amarras que a prendem em uma vida perfeitamente definida e certinha, mas incrivelmente monótona e sem graça.

O romance é audacioso e divertido. Callie vai atrás de viver suas aventuras às escondidas e nós nos divertimos junto com ela. Gostei muito do livro e já quero ler os próximos. Antes mesmo de ler a trilogia inteira, já fico triste que ela não tenha se estendido para uma série, de modo que pudéssemos acompanhar a vida de mais personagens, como Nicholas St. John, o irmão gêmeo de Ralston, Juliana, a irmã deles, Mariana a irmã mais nova de Callie e Benedick, seu irmão mais velho.

Os Números do Amor
  1. Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar (Nine Rules to Break When Romancing a Rake)
  2. Dez Formas De Fazer Um Coração Se Derreter (Ten Ways to Be Adored When Landing a Lord)
  3. Eleven Scandals to Start to Win a Duke's Heart (ainda não lançado no Brasil)


Nenhum comentário:

Postar um comentário