segunda-feira, 10 de abril de 2017

A Diaba e sua Filha - Marie NDiaye

A Diaba e sua Filha - Marie NDiaye

Editora: Cosac Naify
Ano da Edição: 2011
Páginas: 40
Título Original: La Diablesse et son Enfant

Sinopse
A atmosfera noturna dá à história da autora franco-senegalesa Marie NDiaye um caráter sombrio e misterioso. O sincretismo de NDiaye ecoa em seu texto, mescla de metáforas dos contos de fada tradicionais e de elementos da literatura africana. No livro, uma diaba sai todas as noites da floresta à procura de sua filha que desapareceu misteriosamente, junto com a casa onde moravam. Foi quando a diaba percebeu também que seus delicados pés haviam se transformado em cascos de cabra – deformidade que causa repulsa nas pessoas. A ambiguidade da personagem – alegoria da noite –, de face graciosa, olhos doces, mas com cascos no lugar dos pés, suscita no leitor alguma hesitação e muitos questionamentos. Um livro enigmático que nos convida a refletir sobre como o afeto é capaz de humanizar até a aparentemente mais aterrorizante criatura e sobre a importância de se respeitar as diferenças, visíveis e invisíveis.



Resenha

Mais uma resenha de livro da editora Cosac Naify. Como os outros livros da editora que já li, este também tem um projeto gráfico bonito. É um livro infantil curtinho, por isso a resenha tá curtinha também.

É um livro bonito, cujas ilustrações capturaram bem o ambiente noturno e de medo da história. A história fala de uma diaba de rosto bonito, mas com pés em forma de casco, que sai à noite procurando por sua filha perdida. As pessoas do vilarejo batem com a porta na cara da diaba simplesmente por conta de sua deformidade nos pés, ela nunca lhes fez nada.

É uma história que fala sobre preconceito de uma maneira delicada, como as pessoas sentem medo do que não conhecem e como julgam as outras pelas aparências e não pelo que são. Supostamente é um livro infantil, mas serve para todas as idades.


Nenhum comentário:

Postar um comentário