segunda-feira, 16 de julho de 2018

A História de Kullervo - J.R.R. Tolkien

A História de Kullervo - J.R.R. Tolkien

Editora: WMF Martins Fontes
Ano da Edição: 2016
Páginas: 168
Título Original: The Story of Kullervo

Sinopse
Kullervo, filho de Kalervo, é talvez o mais sombrio e trágico de todos os personagens de J.R.R. Tolkien. O infeliz Kullervo, como Tolkien o chamou, é um desafortunado menino órfão com poderes sobrenaturais e um destino trágico. Criado na propriedade do sombrio mago Untamo, que matou seu pai, raptou sua mãe e tenta matá-lo três vezes ainda menino, Kullervo está sozinho exceto pelo amor de sua irmã gêmea Wanona, e protegido pelos poderes mágicos do cão negro Musti. Quando Kullervo é vendido como escravo, jura vingança contra o mago, mas aprenderá que, mesmo no momento da vingança, não há como escapar do mais cruel dos destinos. Tolkien escreveu que A história de Kullervo era o germe de minha tentativa de escrever lendas minhas, e que era um aspecto importante nas lendas da Primeira Era; seu Kullervo foi o ancestral de Túrin Turambar, trágico herói de Os filhos de Húrin. Além de ser uma história poderosa por si só, A história de Kullervo, publicada aqui pela primeira vez com os rascunhos, as notas e um ensaio-conferência do autor (juntamente com comentários de Verlyn Flieger, responsável pela edição original desse título) sobre sua obra-fonte, o Kalevala, é uma pedra fundamental da estrutura do mundo inventado por Tolkien.



Resenha

segunda-feira, 9 de julho de 2018

Corte de Névoa e Fúria - Sarah J. Maas

Corte de Névoa e Fúria - Sarah J. Maas

Editora: Galera Record
Ano da Edição: 2016
Páginas: 658
Título Original: A Court of Mist and Fury

Sinopse
O aguardado segundo volume da saga iniciada em Corte de espinhos e rosas, da mesma autora da série Trono de vidro. Nessa continuação, a jovem humana que morreu nas garras de Amarantha, Feyre, assume seu lugar como Quebradora da Maldição e dona dos poderes de sete Grão-Feéricos. Seu coração, no entanto, permanece humano. Incapaz de esquecer o que sofreu para libertar o povo de Tamlin e o pacto firmado com Rhys, senhor da Corte Noturna. Mas, mesmo assim, ela se esforça para reconstruir o lar que criou na Corte Primaveril. Então por que é ao lado de Rhys que se sente mais plena? Peça-chave num jogo que desconhece, Feyre deve aprender rapidamente do que é capaz. Pois um antigo mal, muito pior que Amarantha, se agita no horizonte e ameaça o mundo de humanos e feéricos.



Resenha

terça-feira, 3 de julho de 2018

Ragtime - E.L. Doctorow

Ragtime - E.L. Doctorow

Editora: Record para TAG
Ano da Edição: 2017
Páginas: 336
Título Original: Ragtime

Sinopse
No início do século XX, o ragtime era o mais popular “idioma” musical dos Estados Unidos. O termo originou-se da expressão ragged time, referindo-se ao ritmo sincopado e de contratempo do rag. É com esta estrutura melódica e original que Doctorow descreve a vida de uma família fictícia, cujos membros são designados como Papai, Mamãe, Meninazinha, Irmão Mais Novo de Mamãe e Vovô. O autor movimenta personagens históricos, intercalando o cotidiano da família com figuras e acontecimentos marcantes: o mágico Houdini, a rotina do arquimilionário J. P. Morgan, o genial inventor Henry Ford, as lutas da anarquista Emma Goldman, o poder da imprensa, o nascimento do cinema, as greves trabalhistas. Em meio a tudo isso, a figura silenciosa do Irmão Mais Novo de Mamãe é o elemento criador da conexão entre capítulos, retratando o dinamismo, a riqueza e a miséria de um país ainda em formação.



Resenha

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Dom Quixote de la Mancha vol. 2 - Miguel de Cervantes

Dom Quixote de la Mancha vol. 2 - Miguel de Cervantes

Editora: Nova Fronteira
Ano da Edição: 2016
Páginas: 624 (vol. 2)
Título Original: Segunda parte del ingenioso caballero don Quijote de la Mancha

Sinopse
A história do engenhoso fidalgo Dom Quixote e de seu fiel escudeiro Sancho Pança conquista leitores geração após geração. O clássico de Miguel de Cervantes é considerado o expoente máximo da literatura espanhola e, em 2002, foi eleito por uma comissão de escritores de 54 países o melhor livro de ficção de todos os tempos. Em homenagem aos 400 anos de morte de Miguel de Cervantes, a Nova Fronteira traz ao público esta edição especial, com a obra integral em dois volumes. O texto de Cervantes é acompanhado das belíssimas ilustrações do francês Gustave Doré, um dos mais fantásticos artistas do século XIX.



Resenha

terça-feira, 12 de junho de 2018

Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter - Sarah MacLean

Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter - Sarah MacLean

Editora: Arqueiro
Ano da Edição: 2016
Páginas: 352
Título Original: Ten Ways to Be Adored When Landing a Lord

Sinopse
Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família. Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou. 


Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade. Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.


Resenha