sexta-feira, 22 de setembro de 2017

As Regras da Sedução - Madeline Hunter

As Regras da Sedução - Madeline Hunter  

Editora: Arqueiro
Ano da Edição: 2013
Páginas: 272
Título Original: The Rules Of Seduction

Sinopse
Lorde Hayden Rothwell chega à casa de Alexia Welbourne sem aviso e sem ser convidado um homem poderoso e sedutor, movido por interesses obscuros. Sua visita anuncia a ruína financeira da família de Alexia e o fim das esperanças da jovem de um dia conseguir um bom casamento. Para se sustentar, a moça recebe a proposta de ser dama de companhia de Lady Henrietta Wallingford e preceptora de sua filha. O problema é que a oferta vem do sobrinho de Henrietta, ninguém menos que lorde Hayden. Morando na casa da tia de Rothwell, Alexia descobre que a proximidade com o homem que destruiu sua família pode ser perigosamente irresistível. Num gesto impensado, ela se entrega a ele, e ambos se veem obrigados a se casar. O que Alexia não sabe é que os atos aparentemente arrogantes de seu belo e sensual marido são motivados por uma dívida de honra que pode levá-lo a sacrificar tudo. Com tantas mágoas e segredos entre eles, o casal tem tudo para se manter afastado. Mas Hayden é um homem apaixonante e Alexia, a tentação que o faz perder a cabeça. Morando sob o mesmo teto, eles acabam se aproximando e, juntos, vão descobrir um jogo de sedução em que cada um faz as próprias regras.



Resenha

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Mil Beijos de Garoto - Tillie Cole

Mil Beijos de Garoto - Tillie Cole

Editora: Planeta
Ano da Edição: 2017
Páginas: 400
Título Original: A Thousand Boy Kisses

Sinopse
Um beijo dura um instante. Mas mil beijos podem durar uma vida inteira. Um garoto. Uma garota. Um vínculo que é definido num momento e se prolonga por uma década. Um vínculo que nem o tempo nem a distância podem romper. Um vínculo que vai durar para sempre. Ao menos era o que eles imaginavam. Quando, aos dezessete anos, Rune Kristiansen retorna da Noruega para o lugar onde passou a infância – a cidade americana de Blossom Grove, na Geórgia –, ele só tem uma coisa em mente: reencontrar Poppy Litchfield, a garota que era sua cara-metade e que tinha prometido esperar fielmente por seu retorno. E ele quer descobrir por que, nos dois anos em que esteve fora, ela o deletou de sua vida sem dar nenhuma explicação.



Resenha

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Assassinato No Expresso do Oriente - Agatha Christie

Assassinato No Expresso do Oriente - Agatha Christie

Editora: Record
Ano da Edição: 1986
Páginas: 189
Título Original: Murder on the Orient Express

Sinopse
Pouco depois da meia-noite, uma tempestade de neve para o Expresso do Oriente nos trilhos. O luxuoso trem está surpreendentemente cheio para essa época do ano. Mas, na manhã seguinte, há um passageiro a menos. Um americano é encontrado morto em sua cabina, com doze facadas, e a porta estava trancada por dentro. Pistas falsas são colocadas no caminho de Hercule Poirot para tentar mantê-lo fora de cena, mas, num dramático desenlace, ele apresenta não uma, mas duas soluções para o crime.



Resenha

Em 15 de setembro de 1890 nascia Agatha Christie, que veio a se tornar uma das maiores escritoras de romances policiais. Seu famoso detetive Hercule Poirot protagoniza a maioria de seus livros e intriga leitores por todo o mundo. Suas obras já foram adaptadas para séries de TV e também filmes. Em novembro próximo estreará um filme baseado no livro "Assassinato do Expresso Oriente", decidi, então, aproveitar o aniversário da autora para fazer a resenha deste livro.

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Ecos - Pam Muñoz Ryan

Ecos - Pam Muñoz Ryan

Editora: Darkside
Ano da Edição: 2017
Páginas: 368
Título Original: Echo

Sinopse
Ecos, da premiada escritora norte-americana Pam Muñoz Ryan, é uma fábula como há muito não se via – ou se ouvia. Um conto de fadas dark, que resgata o melhor da tradição dos irmãos Grimm, combinado com delicados momentos do século XX, como as duas grandes guerras e a Depressão econômica que assolou os Estados Unidos nos anos 1930. O resultado é uma fantasia histórica repleta de perigos e beleza, emoldurada pelo poder da música. A aventura começa cinquenta anos antes da Primeira Guerra Mundial — “a guerra para acabar com todas as guerras” —, quando o pequeno Otto se perde na Floresta Negra e encontra as três irmãs encantadas, prisioneiras de uma velha bruxa, que conhecia apenas das páginas de um livro, e acreditava ser apenas uma lenda. Como em um passe de mágica, as irmãs ajudam o garoto a encontrar o caminho de casa. E Otto promete libertá-las, levando o espírito das três dentro de uma inusitada gaita de boca. Ao longo dos anos, o instrumento chega à mão de novos donos: um menino que vê o sonho de se tornar músico interrompido pela ascensão do nazismo; um jovem pianista prodígio que vive num orfanato e luta para não ser separado do irmão caçula; uma filha de imigrantes mexicanos que cuidam de uma casa de japoneses enviados a um campo de concentração dentro dos Estados Unidos, durante a Segunda Guerra Mundial. Personagens com dramas diferentes, mas um amor transformador pela música. Cada um à sua maneira, eles são afetados pela magia das três irmãs. Assim como os leitores do livro em todos os países em que ECOS foi lançado. Prepare-se para também ser arrebatado e enfeitiçado por essa fábula harmônica.



Resenha

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

1822 - Laurentino Gomes

1822 - Laurentino Gomes

Editora: Globo Livros
Ano da Edição: 2015
Páginas: 376
Título Original: 1822

Sinopse
O segundo volume da premiada trilogia de Laurentino Gomes, dedicado à Independência do Brasil, está de volta às livrarias em uma edição revista e ampliada pela Globo Livros. 1822 traz importantes novidades, como os resultados da exumação dos restos mortais de Dom Pedro e suas duas mulheres oficiais, as imperatrizes Leopoldina e Amélia, realizada em 2012 pela arqueóloga e historiadora Valdirene do Carmo Ambiel, da Universidade de São Paulo. Os exames ajudaram a esclarecer mistérios na vida desses três personagens. Mostraram, por exemplo, que em consequência de dois acidentes a cavalo, ocorridos no Rio de Janeiro em 1823 e 1829, o imperador havia fraturado quatro costelas do lado esquerdo. Essas fraturas praticamente inutilizaram parte um de seus pulmões, o que pode ter agravado a tuberculose que o matou em 1834. Em 1822, Laurentino compara diferentes relatos sobre o dia 7 de setembro e a proclamação da independência. Mais do que desmistificar o grito às margens do Ipiranga, o escritor analisa como Dom Pedro conseguiu, apesar de todas as dificuldades, fazer do Brasil uma nação na sequência das mudanças provocadas pela fuga da família real portuguesa em 1808. O autor mostra como as Guerras Napoleônicas, a Revolução Francesa e a independência dos Estados Unidos, entre outros acontecimentos, criaram um ambiente favorável à criação de um novo país nos trópicos. Laurentino une a pesquisa a um texto leve e saboroso que trata história como um assunto cativante, que nos leva a compreender melhor as origens do Brasil e como problemas estruturais ainda influenciam a nossa realidade hoje. Vencedor do Prêmio Jabuti de Melhor Reportagem e aclamado como Livro do Ano de Não Ficção, 1822 é uma leitura essencial para todos que desejam compreender melhor o nosso país.



Resenha

A resenha de sexta dessa semana foi antecipada para a quinta, para podermos utilizar a data especial de 7 de setembro e falarmos sobre os 195 anos do dia da nossa independência. O segundo livro da trilogia de Laurentio Gomes, 1822, fala justamente sobre esse marco na nossa história: a situação política e social no Brasil daquela época, os motivos e os acontecimentos que culminaram no Grito da Independência dado por D. Pedro.