sexta-feira, 16 de junho de 2017

A Faca Sutil - Philip Pullman

A Faca Sutil - Philip Pullman

Editora: Objetiva
Ano da Edição: 2002
Páginas: 370
Título Original: The Subtle Knife

Sinopse
Neste segundo volume da trilogia Fronteiras do Universo , Will tem apenas 12 anos e tudo começa quando, depois de matar um homem, ele parte para descobrir a verdade sobre o desaparecimento de seu pai. Num passe de mágica, atravessa o ar e penetra num mundo onde conhece uma estranha garota, Lyra, que, como ele, também tem uma missão a cumprir. Em Cittàgazze, onde os dois se encontram, as ruas são habitadas por espectros letais, devoradores de almas e outras criaturas aterradoras que disputam com todas as forças um poderoso talismã, capaz de cortar o nada e abrir brechas para outros universos - a faca sutil.



Resenha

A Faca Sutil é o segundo livro da trilogia de sucesso do autor britânico Philip Pullman: Fronteiras do Universo. E é uma continuação e tanto! Se o primeiro livro foi mais introdutório desse novo universo fantástico criado pelo autor, A Faca Sutil é bem mais eletrizante e cheio de aventuras. É o perfeito elo entre a incrível apresentação de A Bússola Dourada (ou de Ouro, como preferir...) e o maravilhoso desfecho em A Luneta Âmbar.

Nesse livro somos apresentados aos novos mundos que tanto se falavam no primeiro volume da série. Conhecemos mais dois mundos, além daquele que já conhecíamos com Lyra. Um deles é o nosso mundo, no qual as pessoas não tem daemons e temos tecnologias de computadores, etc; é o mundo no qual nos é apresentado o novo co-protagonista da trilogia, Will.

Will e Lyra se encontram em um terceiro mundo paralelo que serve como ponte entre vários mundos. Will chega sem querer a esse novo mundo e o determina como um esconderijo perfeito para si, já que está fugindo de vários problemas por causa de antigas cartas deixadas por seu pai antes dele desparecer em seu próprio mundo. E Lyra chega a esse mundo ao atravessar a ponte criada por seu pai ao final de A Bússola Dourada. Os dois logo se tornam aliados pelas circunstâncias em que se encontram e pelo conselho do próprio aletiômetro. Will ajuda Lyra com suas buscas pelo seu mundo por respostas sobre o Pó e Lyra ajuda Will na sua busca por seu pai desaparecido. Tudo isso acontece entre dois mundos, o nosso mundo real e o mundo que eles tomam por refúgio, mais especificamente na cidade Cittàgazze.

Cittàgazze é praticamente uma cidade fantasma habitada apenas por crianças, já que os temidos Espectros estão por todos os lados, mas afetam e atacam apenas os adultos. O que já traz de volta a discussão sobre o Pó e sua misteriosa relação com a puberdade, que foi o centro do primeiro livro.

A faca que dá título ao livro é um instrumento essencial à história da série daqui para frente e que está intimamente ligado ao título da trilogia também. Pois a Faca Sutil é o objeto que tem o poder de abrir as Fronteiras do Universo, cortando janelas entre os diversos mundos.

Todos os personagens que foram fundamentais em A Bússola Dourada voltam a aparecer (Lee Scoresby, Serafina Pekkala, Mrs Coulter, etc), novos personagens importantes surgem e vamos percebendo a convergência de seus objetivos e destinos. Mesmo que não saibamos exatamente como ou porquê, vemos que todos estão interligados em uma só batalha e percebemos que Lyra e Will (e o Pó) serão cruciais para a sua resolução no terceiro e último livro da série.

Pessoalmente, eu acho essa trilogia fantástica, pois o autor consegue tratar de temas polêmicos e importantes, consegue fazer relevantes críticas às instituições e à sociedade de uma forma bem lúdica e sutil, porém assertiva. É uma história complexa e cheia de nuances, mas que nos é apresentada de forma bem natural e fluida. Nada é contado apressadamente, ou surge sem explicação contundente. A trilogia prende a atenção do leitor com seus personagens cativantes e enredo intrigante.

Fronteiras do Universo 
  1. A Bússola Dourada (Northern Lights / The Golden Compass)
  2. A Faca Sutil (The Subtle Knife)
  3. A Luneta Âmbar (The Amber Spyglass)
Ainda há duas novelas extras: 
- A Oxford de Lyra (Lyra's Oxford), que na sequência cronológica da história seria o livro 3.5
- Once Upon a Time in the North (não lançado no Brasil), que na sequência cronológica da história seria o livro 0.5


Nenhum comentário:

Postar um comentário