quinta-feira, 28 de junho de 2012

Roubada - Lesley Pearse

Roubada - Lesley Pearce

Editora: Novo Conceito
Ano da Edição: 2011
Páginas: 376
Título Original: Stolen

Sinopse

Quando uma bela moça loira foi encontrada desacordada em uma praia, ela não tinha nenhuma lembrança de quem era ou dos horrores que havia passado antes de chegar ali. A esteticista Dale não via Lotte Wainwright há tempos, mas, para seu pesar, reconheceu sua amiga na foto publicada pela imprensa local em um artigo que noticiava as misteriosas circunstâncias do aparecimento da jovem que, recentemente, havia dado à luz.

Após uma longa separação entre Lotte e Dale, uma perigosa sequência de segredos, mentiras e pesadelos tem início. O que aconteceu com Lotte? Alguém queria matá-la? E, o pior, o que acontecera com o bebê a quem ela dera à luz?



Resenha

Como diz na sinopse, uma mulher é encontrada desacordada numa praia da Inglaterra e, ao acordar, ela não faz ideia de quem é ou de quem a maltratou e a jogou no mar. Quando a imprensa local publica uma foto da mulher misteriosa, Dale acredita que ela pode ser Lotte, uma amiga que conheceu enquanto trabalharam num cruzeiro.

Quando Dale procura os pais de Lotte para que eles pudessem confirmar a identidade da mulher, fica surpresa ao constatar que eles não dão a mínima para a filha. Apesar disso, Dale e Scott, um rapaz que também trabalhou no cruzeiro e ficou amigo das duas, comunicam à polícia que a mulher deve ser Lotte. A partir daí, Lotte passa a receber visitas de seus amigos, incluindo o pessoal do salão no qual ela trabalhou antes de embarcar no cruzeiro. Neste ponto, devo dizer que o que ela não tem de amor na família, tem com os amigos. Simon e Adam são ótimos!

Mas os problemas não acabam por aí, Lotte entra em desespero ao descobrir que deu à luz recentemente, mas não sabe quem é o pai, nem onde está seu bebê. Ela vai recuperando a memória aos poucos e vamos descobrindo, junto com ela, como sua vida foi difícil, desde a infância. Mas ela continua sem se lembrar do que fez desde que desembarcou do cruzeiro, incluindo a gravidez. Só depois, quando sua vida está em risco novamente, é que ela começa a se lembrar.

Roubada é um livro emocionante, mas não leia se você estiver meio deprimido, pois contém cenas muito fortes. A autora não nos poupa dos detalhes sórdidos das torturas que Lotte sofreu. O recurso de flashback é bastante usado conforme Lotte vai redescobrindo sua vida.

O livro só perdeu uma estrela porque não é tão eletrizante quanto parecia no começo. Como boa parte dele é formado pelas memórias de Lotte, o leitor não sente aquele imediatismo na descrição das barbaridades pelas quais ela passou, pois já sabe que qualquer tentativa de fuga será frustrada até que ela seja jogada no mar.

Antes que eu esqueça, minha edição é a 1ª, cuja capa é a da imagem acima, junto ao título. O interessante dela é que tem uns brilhinhos azuis bem discretos. Contudo, a Novo Conceito mudou a capa na 2ª edição do livro (veja abaixo) que, embora seja mais bonita, tem um ar meio romântico que não combina nada com o conteúdo do livro. Também não sei se ela tem os brilhinhos.
Capa da 2ª edição
 

Um comentário:

  1. Muito bom! A capa da primeira edição dá um toque de suspense se encaixando com a sua resenha. Fiquei curiosa para ler o livro.

    ResponderExcluir