quinta-feira, 28 de junho de 2012

Roubada - Lesley Pearse

Roubada - Lesley Pearce

Editora: Novo Conceito
Ano da Edição: 2011
Páginas: 376
Título Original: Stolen

Sinopse

Quando uma bela moça loira foi encontrada desacordada em uma praia, ela não tinha nenhuma lembrança de quem era ou dos horrores que havia passado antes de chegar ali. A esteticista Dale não via Lotte Wainwright há tempos, mas, para seu pesar, reconheceu sua amiga na foto publicada pela imprensa local em um artigo que noticiava as misteriosas circunstâncias do aparecimento da jovem que, recentemente, havia dado à luz.

Após uma longa separação entre Lotte e Dale, uma perigosa sequência de segredos, mentiras e pesadelos tem início. O que aconteceu com Lotte? Alguém queria matá-la? E, o pior, o que acontecera com o bebê a quem ela dera à luz?



Resenha

Como diz na sinopse, uma mulher é encontrada desacordada numa praia da Inglaterra e, ao acordar, ela não faz ideia de quem é ou de quem a maltratou e a jogou no mar. Quando a imprensa local publica uma foto da mulher misteriosa, Dale acredita que ela pode ser Lotte, uma amiga que conheceu enquanto trabalharam num cruzeiro.

Quando Dale procura os pais de Lotte para que eles pudessem confirmar a identidade da mulher, fica surpresa ao constatar que eles não dão a mínima para a filha. Apesar disso, Dale e Scott, um rapaz que também trabalhou no cruzeiro e ficou amigo das duas, comunicam à polícia que a mulher deve ser Lotte. A partir daí, Lotte passa a receber visitas de seus amigos, incluindo o pessoal do salão no qual ela trabalhou antes de embarcar no cruzeiro. Neste ponto, devo dizer que o que ela não tem de amor na família, tem com os amigos. Simon e Adam são ótimos!

Mas os problemas não acabam por aí, Lotte entra em desespero ao descobrir que deu à luz recentemente, mas não sabe quem é o pai, nem onde está seu bebê. Ela vai recuperando a memória aos poucos e vamos descobrindo, junto com ela, como sua vida foi difícil, desde a infância. Mas ela continua sem se lembrar do que fez desde que desembarcou do cruzeiro, incluindo a gravidez. Só depois, quando sua vida está em risco novamente, é que ela começa a se lembrar.

Roubada é um livro emocionante, mas não leia se você estiver meio deprimido, pois contém cenas muito fortes. A autora não nos poupa dos detalhes sórdidos das torturas que Lotte sofreu. O recurso de flashback é bastante usado conforme Lotte vai redescobrindo sua vida.

O livro só perdeu uma estrela porque não é tão eletrizante quanto parecia no começo. Como boa parte dele é formado pelas memórias de Lotte, o leitor não sente aquele imediatismo na descrição das barbaridades pelas quais ela passou, pois já sabe que qualquer tentativa de fuga será frustrada até que ela seja jogada no mar.

Antes que eu esqueça, minha edição é a 1ª, cuja capa é a da imagem acima, junto ao título. O interessante dela é que tem uns brilhinhos azuis bem discretos. Contudo, a Novo Conceito mudou a capa na 2ª edição do livro (veja abaixo) que, embora seja mais bonita, tem um ar meio romântico que não combina nada com o conteúdo do livro. Também não sei se ela tem os brilhinhos.
Capa da 2ª edição
 

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Quebra de Confiança - Harlan Coben

Quebra de Confiança - Harlan Coben

Editora: Arqueiro 
Ano da Edição: 2011 
Páginas: 272 
Título Original: Deal Breaker

Sinopse
No primeiro caso de Myron Bolitar, Harlan Coben nos faz mergulhar na indústria do sexo e nos negócios escusos por trás da contratação de grandes atletas. Este é um momento importante na carreira de Myron Bolitar. Depois de agenciar alguns atletas pouco conhecidos, ele agora é o empresário de Christian Steele, a maior promessa do futebol americano de todos os tempos. Talentoso, bonito, centrado e carismático, tudo indica que o rapaz também poderá arrematar milhões em contratos de publicidade. 

Mas, ao mesmo tempo que vive o auge na carreira, Christian enfrenta um drama na vida pessoal. Um ano e meio atrás, sua noiva, Kathy Culver, desapareceu subitamente e, exceto pelos fortes indícios de que tenha sofrido uma agressão sexual, a polícia não conseguiu descobrir nada sobre sua última noite no campus da Universidade Reston. 

Prestes a ser contratado em uma negociação que pode ser a maior de todos os tempos em sua categoria, Christian recebe o exemplar de uma revista que traz a foto de Kathy em um anúncio de disque sexo. Além disso, o caso acaba de ganhar mais um ingrediente de terror: três dias atrás, Adam Culver, pai dela, foi morto em um assalto bastante suspeito. 

Agora, com a ajuda de Win, seu melhor amigo, Myron tentará impedir que as notícias sobre a ex-noiva de Christian atrapalhem a carreira do rapaz e irá em busca da verdade – doa a quem doer.

Resenha

Quebra de Confiança é o primeiro livro da série de Myron Bolitar e o segundo que li, pois comecei por Jogada Mortal. Não faz muita diferença começar por um ou pelo outro, porque as histórias são independentes. A única coisa que interferiu foi que eu já sabia que Myron e Jessica iam ficar juntos, mas essa não é uma parte fundamental do livro.

Neste livro, Myron vai investigar o desaparecimento de Kathy Culver, irmã mais nova de sua ex-namorada. Ela está desaparecida há mais de um ano e a maioria das pessoas, incluindo a polícia, acredita que esteja morta. Porém, tudo muda quando Christian Steele recebe uma revista pornográfica com uma foto de Kathy nua em um anúncio de disque-sexo. Christian era namorado de Kathy na época do desaparecimento e atualmente é o atleta mais promissor que Myron agencia.

O fato de Myron agenciar Christian já era motivo suficiente para ele se meter na investigação da polícia. E quando Jessica, a ex-namorada, lhe pede para investigar a morte do pai, pois ela acredita que pode haver uma ligação entre a morte dele e o desaparecimento da irmã, Myron entra de cabeça no caso.

A partir daí, o livro segue o estilo Harlan Coben de ser, com várias reviravoltas e a trama vai se complicando conforme novas descobertas são feitas. Ao contrário de Jogada Mortal, que eu já havia conseguido decifrar parte do mistério no meio do livro, Quebra de Confiança tem um final imprevisível. No mais, o sarcasmo de Myron continua rendendo risadas, Win salva o dia várias vezes (prestem atenção quando eles estão na reunião com Herman Ache) e Esperanza, bem, tem como não adorá-la?


Série de Myron Bolitar
  1. Quebra de Confiança (Deal Breaker)
  2. Jogada Mortal (Drop Shot)
  3. Fade Away (do 3° ao 7° não foram lançados no Brasil)
  4. Back Spin
  5. One False Move
  6. The Final Detail
  7. Darkest Fear
  8. A Promessa (Promise Me)
  9. Quando Ela se Foi (Long Lost)
  10. Alta Tensão (Live Wire)


quinta-feira, 14 de junho de 2012

Orgias - Luís Fernando Verissimo


Orgias - Luís Fernando Verissimo

Editora: Objetiva
Ano da Edição: -2005
Páginas: 136

Sinopse

Se civilização é autocontrole, orgia é a festa ao contrário, a festa do excesso, a euforia sem limite protocolar. Bem, existem orgias e orgias - e é desses vários patamares de prazer e tentações que Luis Fernando Verissimo fala neste livro.

Atire a primeira pedra - quem nunca passou dos limites, bebeu mais do que podia, caiu na farra. Mesmo que apenas na imaginação lúbrica, orgias se multiplicam. As festas de fim de ano que funcionam como rituais apaziguadores, em que prometemos mudar, de vida, de comportamento - mas enquanto isso vamos tomas champanhe e dançar?



Resenha

Eu gosto muito das crônicas de Verissimo, alguns dos livros dele trazem mais aquelas que são bem divertidas e outros são daquelas que fazem você refletir um pouco. Orgias é do primeiro tipo, é um livro bem divertido que dá para ler rapidinho.

"Alma, vendo" foi uma das melhores crônicas do livro, ela relata a dificuldade de encontrar o diabo para vender sua alma. "Crise" e "Da importância de ser Fabião" também são muito boas. E quem não teve uma festinha de aniversário como a de "Festa de criança"? Até hoje eu tenho pena de mainha, pois ela sempre fazia nossas festas de aniversário em casa e sem ajuda nenhuma.

É claro que há umas crônicas não tão divertidas, mas no geral o livro é muito bom.

 

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Qual Seu Número? - Karyn Bosnak


Qual Seu Número? - Karyn Bosnak

Editora: nome
Ano da Edição: 2011
Páginas: 414
Título Original: What's Your Number?

Sinopse
Delilah Darling tem quase 30 anos e já se relacionou com 19 rapazes. Sua vida sentimental não tem sido exatamente brilhante, pois todo cara que conhece parece fugir do relacionamento. Quando lê uma matéria no jornal em que a média de homens para uma mulher de 30 anos é de 10,5, fica desesperada e assustada por estar muito acima dela. Além de tudo, o artigo no jornal terminava falando que, se a mulher tivesse o número acima dessa média, seria impossível a pessoa certa. Na tentativa de não aumentar seu número e perder de vez a chance de se casar, Delilah sai à procura de seus antigos namorados e tenta reconquistá-los. Será que um deles estará disposto a esquecer o passado e começar uma linda história de amor?


Resenha

Delilah fica muito impressionada ao ler no jornal que uma pessoa tem em média 10,5 parceiros sexuais durante a vida. Ela já tá no número 19 e ainda não encontrou o homem da sua vida. Portanto, ela decide firmar seu limite em 20, assim tem mais uma chance, uma chancezinha, para encontrar O cara ou deixar tudo de lado e virar celibatária.

O problema é que, numa noite de bebedeira, ela acaba desperdiçando a chance e, como não quer encarar o celibato, ela tem a ideia de ir atrás dos seus ex-namorados, pois ela pode ter deixado de ver que um deles seria o homem certo. Além disso, ela não aumentaria o número. Para tanto, ela contrata o vizinho TDB superhot Colin para descobrir o paradeiro, estado civil e orientação sexual (se possível) dos caras. Em tempo, Colin é ator, mas faz uns trabalhos na agência de investigação do pai quando a grana tá curta.

Vocês vão ter que ler o livro para conhecer cada ex de Delilah e que fim eles levaram, mas já adianto que a parte que rendeu mais risadas foi quando ela reencontrou Wade Wojoqualquercoisa. E fiquem de olho na cadelinha Eva!

Delilah é meio imatura para a idade dela, fazendo umas loucuras (como caçar ex-namorados) que mulheres normais não fariam, mas ela é realmente divertida e não uma tresloucada como Lola de "Uma Proposta Irrecusável" (saiba mais sobre Lola nesta resenha). Enfim, o livro é bem divertido, mas perdeu uma estrela porque loucura tem limite e as coisas que ela fez para reencontrar o "Loiro Gostosão" foram forçadas demais.

Não assisti ao filme ainda, mas assim que assistir eu comento dizendo se tá fiel ao livro ou não.